Autores | If I had a world of my own…

-2

Ola leitores, tudo bom? Desculpem pelo sumiço! A rotina do meu trabalho voltou e fiquei meio atrapalhada… Maaas hoje estou de volta e vou falar sobre um autor que mudou a minha vida: Lewis Carroll.

Charles Lutwig Dogson é o nome verdadeiro de Lewis Carroll, que apesar de ser um pseudônimo famoso, não tem uma história própria. A história de seu ortônimo, o famoso romancista é intrigante. Além de romancista e poeta, Charles/Lewis rs era matemático e professor no Christ College em Oxford, e chegou a ganhar uma medalha de honra ao mérito enquanto estudava na universidade.
Quando era mais novo, Carroll gostava de brincar com marionetes e ilusionismo, e sempre fez passes de mágica. Ele era apaixonado por jogos e enigmas, algo que se reflete em seus escritos (quem não se lembra do “Por que um corvo se parece com uma escrivaninha?”), e inventava jogos de lógica. Além de frequentador assíduo da ópera, ele se interessou pela fotografia quando ainda era uma arte recém criada.
Mas todos o conhecem por Alice No País Das Maravilhas, e eventualmente pelo Alice No País dos Espelhos (particularmente o meu preferido). Posso garantir: esses dois livros mudaram a minha vida e merecem ser lidos em qualquer idade. Tudo começou quando Carroll foi passear de barco com sua jovem amiga Alice (de apenas 10 anos… pois é) e as duas irmãs da jovem, filhas do reitor da Christ Church. Ele inventou a história na hora, para entreter as moças, e a Alice original gostou tanto das aventuras que pediu para que ele escrevesse o livro.
Em 1864 ele apareceu com o manuscrito “As Aventuras de Alice Embaixo da Terra”, e depois ele aumentou a história com as cenas do Gato e do Chapeleiro. A obra se tornou um sucesso, foi traduzida em mais de 50 línguas e lida por Oscar Wilde e pela rainha Vitória.
O cara parece demais não é mesmo? Bem… quase. Certa vez ele soltou a peculiar frase “gosto de crianças, menos meninos”. Pois é, além disso ele tinha várias “amigas” crianças e gostava de fotografa-las nuas. Polêmicas de pedofilia cercam a história desse autor infantil, e eu particularmente prefiro nem imaginar o que acontecia nessas “sessões de fotografia”.
Apesar de polêmico e pedófilo, Lewis Carroll mudou a minha vida. Li Alice pela primeira vez aos 14 anos. Os dois livros me encantaram e me fizeram ver a vida de uma maneira diferente e mais criativa, sair da bolha. Li novamente aos 18, nessa fase vestibular/faculdade e novamente causou um grande impacto. Recomendo a leitura dos dois livros, e preparem-se para serem outras pessoas depois dela. E vejam os filmes! Os dois são muito bons!
E aí, o que vocês acham dos livros de Carroll?
Beijos,

assinatura cami

Advertisements

One thought on “Autores | If I had a world of my own…

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s